Blog Artenata | Post

Um blog dedicado à arte, ao artesanato e à cultura popular brasileira.
04 May 2015

Mestre Luiz Antônio | Artesanato Brasileiro

Mestre Luiz Antônio nasceu em 1935 no Alto do Moura, bairro de Caruaru, Pernambuco. Ele é um discípulo contemporâneo do grande Mestre Vitalino, considerado um dos principais nomes na Arte Popular Brasileira.

Com dez anos de idade Mestre Luiz Antônio já modelava o barro. No início, seu trabalho retratava, como os demais da cidade, o cotidiano do Nordeste. Com o tempo, ele incluiu uma nova temática nesse universo.

Agora ele é conhecido por suas esculturas de profissões, como o fotógrafo, parteira, pedreiros e bandas de forró, além de também esculpir automóveis e motocicletas. Sua esposa, Odete, costuma trabalhar em parceira com ele. Ela dá o acabamento das peças.

Durante a primeira Bienal de Artesanato do Estado de Pernambuco, Mestre Luiz Antônio conquistou o prêmio Eleikeiroz do Nordeste. A peça premiada era o seu famoso poste com eletricistas trabalhando com os fios. Ele também já expôs no Japão, no ano de 1989, por quarenta e seis dias em uma Feira Mundial de Artesanato.

//

Master Luiz Antônio was born in 1935 in Alto do Moura, a district of Caruaru in Pernambuco. He is considered a contemporary disciple of the great Master Vitalino, one of the leading names in Brazilian Popular Art.

With ten years of age Master Luiz Antônio already modeled clay. At first, his work portrayed the Northeast everyday, just like the other ones in the city. Over time, he included a new theme in this universe.

Now he is known for his professions sculptures, such as the photographer, midwife, masons and forró bands, and  he also carve automobiles and motorcycles. His wife, Odette, often works in partnership with him. She gives the finish of the pieces.

During the first Biennial of Crafts at the State of Pernambuco Master Luiz Antônio won the Eleikeiroz award of the Northeast. The winning piece was his famous lamp post with electricians working on the wires. He also has exhibited in Japan, in 1989, for forty-six days in the International Handicraft Fair.

 

 

Texto e Foto: Larissa Pampolha

Leave a Reply