Blog Artenata | Post

Um blog dedicado à arte, ao artesanato e à cultura popular brasileira.
18 April 2015

Cerâmica Marajoara | Artesanato Brasileiro

A arte marajoara é uma cerâmica fruto do trabalho das tribos indígenas que habitavam a Ilha do Marajó, no estado do Pará. Essa ilha é considerada a maior ilha fluviomarinha (ou seja, é cercada de rios – Amazonas e Tocantins – e de mar – Oceano Atlântico) do mundo. Ela foi descoberta em 1871 quando dois pesquisadores visitaram a ilha, mas apenas na década de 1940 os estudos e pesquisas sobre a arte e o povo marajoara ganharam força.

Os índios confeccionavam objetos utilitários e também decorativos. Durante as pesquisas foram encontrados vasos, potes, urnas funerárias, brinquedos, estátuas, vasilhas, pratos e até mesmo tapa-sexos.

Para aumentar a durabilidade do barro utilizado eram adicionadas outras substâncias, como cinzas de cascas de árvores e de ossos, pó de pedra e concha, além do cauixi, uma esponja silicosa que recobre a raiz de algumas árvores.

Atualmente a cerâmica marajoara é produzidas em Icoaraci, distrito da cidade de Belém, capital do estado do Pará. O local fica próximo da Ilha de Marajó, onde só é possível chegar de barco. A feira de artesanato está instalada em um bairro chamado Paracuri, onde concentra-se a maior parte dos ceramistas. Eles reproduzem réplicas de vasos, jarros, pratos, muiraquitãs e outras peças com o barro encontrado nas reservas de argila próximas ao local.

 

//

 

The marajoara art is a ceramic product of the work of the Indian tribes that inhabited the Marajó Island, in the state of Pará. This island is considered the largest fluvial island (surrounded by rivers – Amazon and Tocantins – and sea – Ocean Atlantic) in the world. The arts were discovered in 1871 when two researchers visited the island, but only in the 1940s studies and research on the art and the marajoara people gained strength.

The Indians made the utilities and also decorative objects. During the research were found vases, pots, urns, toys, statues, pots, dishes and even thongs.

To increase the durability of the clay used, they added other substances such as tree bark and bones ashes, stone and shell powder and “cauixi” a siliceous sponge that covers the root of some trees.

Currently ceramics are produced in Icoaraci, district of the city of Belém, Pará state capital. The location is close to the Marajó Island, that you can only reach by boat. The craft fair is installed in a neighborhood called Paracuri which concentrates most of the potters. They reproduce replicas of vases, jars, dishes, “muiraquitãs” (a kind of amulet) and other things with the clay found in reserves near.

 

 

Texto e Foto: Larissa Pampolha

Leave a Reply